Contos de Ninar

A bondade do menino

Era uma vez um menino muito bagunceiro e sua mãe vivia mandando que ele arrumasse o quarto.

Então, num certo dia ele resolveu arrumar aquela bagunça e acabou encontrando um cofrinho bem pesado lá no fundo do mafuá.

Perguntou à sua mãe de quem era e ela disse que nem se lembrava daquele cofrinho, que tinha sido dado por sua dinda no seu aniversário do ano passado e toda vez que ela vinha visitá-lo colocava várias moedinhas como mesada.

O menino pediu para abri-lo e contar quanto tinha lá e não é que tinha quase 300 reais!!!

Combinaram de no final da tarde, assim que o quarto estivesse arrumado, irem ao shopping para gastarem aquela pequena fortuna…

Ele deixou o quarto um brinco! Mas também, com uma motivação dessa, né?

Tomou um banho e foi todo animado para o shopping, pois sua mãe disse que ele poderia comprar o que quisesse com aquele dinheiro.

Primeiro ele entrou em uma loja de brinquedos e comprou aquela bola que sempre sonhou e alguns joguinhos de montar que só namorava pela vitrine, estava radiante!

Depois comprou uma chuteira para jogar com os colegas a sua bola nova no campinho da escola.

Para terminar, comprou um delicioso lanche para ele e ainda tirou onda pagando o lanche da mamãe…

Depois disso tudo, ainda sobraram 10 reais e como estava cheio de embrulhos e muito cansado, perguntou à sua mãe se poderiam ir para casa de táxi, a qual concordou muito feliz de ter passado essa tarde tão agradável com seu filhinho.

Mas quando estavam saindo do shopping para pegar o táxi, apareceu um menino todo sujinho, com as roupas rasgadas e com uma cara de que estava com muita fome, pedindo um trocadinho para eles.

Os dois se olharam por alguns instantes e sem precisar pedir permissão à sua mãe, o menino pegou os 1o reais no bolso e deu para o menino e, para completar, abriu o embrulho e deu sua bola novinha de presente para ele.

Não se sabia quem estava mais feliz naquele momento: o menino que ganhou o presente, o menino que fez esse gesto tão lindo ou sua mãe que ficou emocionada com a bondade do seu filho, mesmo tendo que ir à pé para casa.

Só que a historinha não acabou por aí não, quando eles chegaram em casa, encontraram o papai que tinha acabado de chegar do trabalho com uma grande surpresa para seu filho: ele, sem saber de tudo o que tinha acontecido, levou de presente para o menino uma linda bola de futebol, mais bonita ainda do que a que ele tinha dado…

Viu como é bom ser bom?

Sheila Jorge

Comentários

  • Linda e cativante história ..
    Gostaria somente de sugerir além da opção de “gastar” os R$ 300,00; que tivesse sido mencionado a importância de deixar uma pequena poupança desde valor . Fecharia com chave de ouro!

  • Adorei!! Minha filha Gaby de 7 anos adora ouvir historinhas antes de domir, e como uma menina de bom coração tenho certeza de que ela faria a mesma coisa. Ela adorou a historinha.

  • Ótima iniciativa. Eu sou um pai contador de estórias 🙂 Minha audiência é formada por dois garotões de 5 e 3 anos. Estou gravando o áudio dos meus contos pra um dia, quem sabe, escrevê-las num blog tb e compartilhá-las.

    Quanto à historinha A Bondade do Menino, confesso que fiz uma pequena adaptação, pois não gosto de dar dinheiro a crianças na rua. Então, em vez de dar os 10,00 para o garoto, nos aqui compramos uma sanduíche pra ele rsrsrsrs.

    Abraço e boas historinhas.

  • Meu filho ama historinhas, cansada de repetir as mesmas, vim a procura de novidades e aqui achei várias! Parabéns pela iniciativa meu filho amou.

  • Minha amiguinha Ana vitória de vulgo “Clata”, adorou a historinha, e se comoveu com a bondade do menino, continuem assim, vocês são damaisssss

  • poha, ele poderia ter ficado com duas bolas e ter voltado de carro pra casa man… mlk burro
    tava até contando essa historinha pro meu neném, até ele concordou

  • Adorei a historinha … sempre contava historinhas do curupira para o meu filho mas ele já havia ido a tantos lugares, salvado tantos reinos que resolvi procurar algo novo p ele … Que gostou muito.

  • Acabei de ler para meu filho de 8 anos, ele se emocionou muito com a história.
    Eu amei, pois trata se de uma triste realidade, da qual não podemos negar. Mostrar a realidade para nossas crianças de forma lúdica, faz com que eles aprendam e queiram se tornar pessoas melhores, com valores.
    Muito obrigada, com toda certeza irei lê para ele as outras histórias. Parabéns!

  • Eu acabei de ler para minha filha de 2 anos e 11 meses a historinha do menino bom . No início, ela me perguntou o que era ser bom … eu disse q descobriríamos com a historinha e no final ela já entendeu. ótimo conto. obrigado pela história.